Início Reviews e Guias Jogos da Sega que precisam ir para a Steam

Jogos da Sega que precisam ir para a Steam

92
2
COMPARTILHAR

A Sega, pela promoção anual “Make Love, Not War” está liberando diversos jogos distribuídos por ela para a Steam, trazendo alegria aos fãs da empresa (como este que vos fala). Desde o Dreamcast que a Sega simplesmente desistiu do mercado de consoles e se foca apenas em jogos, dando sequência em suas franquias para fliperamas, consoles e computador.

A Steam serve de palco para a Sega reviver diversas gemas da empresa como Jet Set Radio (que foi distribuída em um dos dias da promoção), Sonic Adventure, Space Channel 5 e Crazy Taxy… Mas existem alguns jogos perdidos no tempo que merecem um relançamento na Steam. Seja pela dificuldade de emular, seja pela fama que fizeram. Reservei uma pequena lista com esses jogos, confiram!

training

Shenmue

Acho que é o pedido mais óbvio de qualquer lista sobre o assunto. Shenmue foi um projeto ousado para popularizar o Dreamcast com um jogo com imersão narrativa intensa. Nascido inicialmente como uma ideia de expandir o universo do jogo Virtua Fighter ainda no Sega Saturn. A ideia era mostrar a jornada de um dos personagens antes de se tornarem lutadores. O projeto rapidamente cresceu em ambição e tornou-se um grande jogo da Sega para demonstrar a potencia de hardware do novo console.

Com um gasto de 70 milhões de dólares, um dos jogos mais caros da história, Shenmue inovou no período com gráficos de alta qualidade e personagens com inteligencia artificial inovadora (que variavam seu comportamento durante o dia) tornou-se uma grande experiência imersiva. Agora com a confirmação da produção de Shenmue 3, o lançamento dos dois primeiros jogos para Steam seriam uma venda garantida.

Índice

Seaman

Talvez a escolha mais estranha dessa lista, mas é um jogo que me fascina muito. Seaman (em inglês a palavra soa como sêmen) é uma experiência interativa com um monstrinho que se assemelha com um peixe de aquário mas com cara de humano. Além de ser um bichinho virtual de mal gosto, Seaman conversa com o jogador durante sua fase de crescimento num inovador processo que consistia em um microfone acoplado no controle que reconhecia sua voz.

O bichinho então respondia conforme o assunto que você puxava com ele num intrincado sistema de escolhas com uma assustadora capacidade de reconhecimento de voz e  inteligência artificial. A narrativa em off do jogo foi gravada por Leonard Nimoy, o eterno Spock em Star Trek. A dificuldade de emular esse jogo e a facilidade de adaptar essa tecnologia para o pc faz de Seaman uma escolha sensata para jogos.

gfs_69821_2_16

Deep Fear

Com o sucesso de Resident Evil e o estabelecimento do gênero Survival Horror, todas as empresas correram para fazer suas próprias experiências no estilo. Konami criou a saga de horror psicológico Silent Hill e a Sega tentou fazer uma experiência de aventura e sci-fi com Deep Fear.

Um jogo com uma dificuldade desafiadora e com alguns recursos de gameplay que conseguiam diferenciar do que já existia na época, como os lugares que tem um contador de oxigênio esgotável e cenas de terror corporal digno de filmes como Alien e The Thing, fazem do jogo uma experiência interessante, principalmente para os fãs do nascimento do survival horror.
Daytona-USA-Sega-Saturn

Daytona USA – Sega Rally – Hang On – Out Run

Não seria possível escolher um só desses jogos, portanto fiz essa seleção de jogos de corrida que fazem a fama da Sega no gênero, e que todos merecem um port na Steam.

Famosos pelas suas adaptações nos consoles da Sega e por ser divertimento garantido nas casas de fliperamas, esses jogos proporcionam uma experiência incrível de corrida e adrenalina. É muito fácil ter acesso aos ports desses jogos para consoles caseiros mas sem dúvida, uma adaptação direta dos clássicos do fliperama rodando facilmente na steam atrairiam muitos fãs novos e antigos.

hqdefault

Arcades portados para Genesis e Master System

Uow… Aqui temos vários exemplos para citar…

A grande ideia da Sega ao entrar no mercado de consoles era usar da sua propriedade intelectual dos fliperamas e fazer o possível para trazer essa experiência para a sala de estar. Diversos jogos lançados para Master System e Mega Drive foram originalmente criado para fliperamas e muitos deles apresentam diferenças significativas do original para o port.

Altered Beast é bastante semelhante ao portado para o mega, mas o conteúdo original era mais vívido e colorido (para a época) e tinha uma tela de enceração mais detalhada. Moonwalker o jogo que tem como protagonista o astro do pop Michael Jackson já é significativamente diferente, diferenciando do plataformer criado no mega para uma visão 3D isométrica, além de fases e inimigos diferentes e a possibilidade de multiplayer.
A série Shinobi foi adaptada para Master e Mega e por melhor que fossem suas adaptações, muita coisa ficou de fora. Fantasy Zone é um jogo histórico por ter um dos primeiros mascotes da empresa, o Opa-Opa e merecia sua chance também. O jogo Ninja Princess sofreu com suas adaptações para jogos, inclusive mudando o gênero do personagem em um dos ports (eu já comentei sobre esse jogo em um texto), eu com certeza gostaria de uma versão dele para steam.

Esses são só alguns exemplos. Tem alguma sugestão? Deixe nos comentários!

Facebook Comments

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here